Assaduras


assadura

assadura

Assaduras são inflamações cutâneas (também conhecidas como dermatites) bastante comuns em bebês. Os sintomas são ardência, sensação de queimadura, irritação, coceira e dor.As assaduras podem ser causadas por:

Se não forem tratadas, as assaduras também podem se transformar em micoses, infecções ou candidíase.

Prevenção

  • Manter a pele o máximo de tempo possível seca e arejada;
  • Lavar com água e sabonete neutro.
  • No caso de bebês que utilizem fraldas, fazer trocas frequentes, sempre higienizando a pele entre uma fralda e outra.

Tratamento

O tratamento exige que os cuidados de prevenção sejam seguidos. Geralmente, pomadas e cremes de uso tópico à base de óxido de zincoe nistatina também são utilizados.

Ver também

 

 

Assadura

Bebê trocando fralda

Vou saber se meu filho está assado?

Sem dúvida. Certas áreas da pele que ficam cobertas pela fralda — normalmente na área genital, nas dobrinhas das coxas e perto do ânus — vão ficar vermelhas e irritadas. Às vezes as áreas afetadas têm um aspecto ressecado, outras vezes úmido, e também podem aparecer pequenas brotoejas.

Se a assadura comum não for tratada, pode se transformar em um problema mais sério — como uma micose, como a candidíase, ou uma infecção bacteriana. As micoses por cândida (o mesmo fungo que causa o sapinho e a candidíase vaginal) são mais comuns em bebês que estejam tomando antibióticos. Essas drogas matam as bactérias “boas” que normalmente controlam a proliferação dos fungos. A micose causada pela cândida começa com pequenos pontinhos vermelhos, que vão se multiplicando até formar uma placa vermelha. As infecções causadas por bactérias provocam o surgimento de placas amareladas e espinhas de ponta amarela, e podem vir acompanhadas de febre.

Fique atenta também porque nem sempre a assadura acontece só na área da fralda. Especialmente em regiões quentes, e em bebês gordinhos, elas podem aparecer em outras dobrinhas, como no pescoço, embaixo do queixo.

Qual é a causa da assadura?

A principal causa é a umidade. Recém-nascidos fazem xixi o tempo todo, e também defecam com frequência. Nem as fraldas com o máximo poder de absorção conseguem tirar toda a umidade do contato com a pele do bebê, que é muito delicada. Se a troca de fralda demorar muito, é quase certo que haverá assadura. Mas o problema pode aparecer também mesmo com trocas frequentes e com todo o cuidado, dependendo da sensibilidade da pele de cada criança.

Bebês mais velhos podem acabar tendo assaduras em decorrência de mudanças na alimentação ou de diarréia.

Qual é o melhor tratamento para a assadura?

O melhor remédio é manter o bebê limpo e seco, com trocas frequentes de fralda. Se estiver calor, tente deixá-lo sem fralda por um tempinho, num lugar que seja fácil de limpar (prevendo o tamanho do desastre se ele fizer xixi ou cocô), ou durante uma soneca diurna. Tomar um pouco de sol na área afetada ajuda na cicatrização — mas só o sol de antes das 11h e depois das 16h, e por uns 15 minutinhos.

Experimente também trocar a marca da fralda descartável, ou então de sabão no caso de fraldas de pano (lembrando que os médicos costumam recomendar, nesta fase, usar sabão de coco). Isso eliminará o problema se a causa principal for alérgica.

Uma assadura normal tem de melhorar depois de cerca de dois dias de tratamento comum, com os cremes tradicionais usados para prevenir a irritação (normalmente à base de óxido de zinco, vitaminas A e D, lanolina, calêndula e óleos). Não use pomadas com corticóides sem falar com o médico.

Se depois desse período de dois dias a assadura não tiver ido embora, ou tiver piorado, fale com o pediatra, pois deve haver algum outro tipo de infecção, fúngica ou bacteriana, que exija tratamento específico.

Como posso prevenir as assaduras?

A melhor defesa contra a assadura é um bumbum sequinho (bundinha). Siga cinco passos básicos:

  • Troque a fralda do bebê assim que possível, se ela estiver encharcada ou com cocô.
  • Limpe a área dos órgãos genitais do bebê com cuidado depois de cada cocô, e deixe-a bem seca antes de fechar a fralda.
  • Passe uma fina camada de pomada antiassadura no bumbum do bebê, como as de óxido de zinco. Não use talco — ele pode ser aspirado pelo bebê e ir para os pulmões.
  • Não aperte demais a fralda. É preciso deixar espaço para o ar circular e a pele do bebê poder respirar.
  • Evite o uso de amaciante nas roupas do bebê.
  • Quando seu filho começar a comer alimentos sólidos, não dê muitas novidades ao mesmo tempo. Assim fica mais fácil perceber se a assadura se deve a alguma alergia alimentar.

17 dicas de leitoras para combater assaduras nos bebês

Antes de se encher de culpa porque seu filho está com assaduras, saiba que elas são supercomuns em bebês e crianças pequenas. Às vezes é uma questão de sensibilidade de pele, outras do tipo de fralda e até do lencinho umedecido que você usa.Veja a seguir como as leitoras do BabyCenter lidaram com assaduras das suas crianças no dia a dia e que tipo de mudança você pode tentar implementar na sua casa para deixar o bumbum do seu filho daquele gente lisinho que toda mãe tanto sonha.

    • “Tentei tratar a assadura usando pomadas próprias para isso, mas não funcionou. Só consegui curar depois que passei a lavar e secar com a toalha o bumbum dele em cada troca de fralda (sem esfregar, só encostando). Depois de 4 dias estava perfeito.”
    • “Eu faço um chá de camomila bem concentrado (mais ou menos meio litro) e misturo na água da banheira. Dou banho nela com essa água. O poder cicatrizante da camomila ajuda com a assadura e o cheirinho do chá acalma minha bebê. Depois do banho coloco os saquinhos de chá usados em cima da assadura durante uns cinco ou 10 minutos. Seco muito bem, passo pomada e ponho maisena. Também coloco um pouco de maisena na fralda.”
    • “Minha princesa teve assadura quando usei lenço umedecido. Hoje só limpo com água a cada troca e mantenho o bumbum seco.”
    • “O meu teve assadura quando comi muito abacaxi. Usei pomada antiassadura e em 2 dias sarou, mas não comi mais abacaxi!”
    • “Meu Vitao teve assadura, acho, em função de uma combinação de lenço umedecido com talco. Tratei com maisena e em 2 dias o bumbum estava branquinho novamente.”
    • “Para tratar, aumentei um tamanho de fralda, troquei a marca e tive que, inicialmente, usar uma pomada cicatrizante, além de trocar o creme antiassaduras que usava. Fiz uma revolução! E, claro, nada de paninhos úmidos, somente água e algodão.”
    • “Resolvi trocar a fralda a cada 2 horas durante o dia, respeitando o sono; lavar o bumbum sempre que ela fazia cocô durante o dia; limpar o xixi com algodão e água pura; secar sempre com uma fraldinha para garantir que o bumbum ficava seco; passar uma pomada de nistatina com óxido de zinco e por cima pomada antiassadura comum para fixar. Também dei alguns banhos na região com amido de milho (maisena).”
    • “Notei que meu filho assa se eu tomar suco de limão, é só eu tomar que é tiro e queda, ele assa. Eu também não coloco fraldas quentes e de plástico nele, ele só usa fraldas mais fresquinhas e que deixam a pele respirar. Como o calor está de rachar, então passo maisena nas dobrinhas após todo o banho.”
    • “Sempre uso algodão e água, nada de lenços.”
    • “Num curso que fiz, disseram que o segredo é tirar toda a pomada da troca anterior, pois os resíduos acumulam xixi. E quando ela faz muito cocô, lavo em água corrente.”
    • “Eu sempre lavo o bumbum quando ele faz cocô. Uso lenços e loção higiênica quando é so xixi. Não deixo com fralda molhada por muito tempo. No calor, passo fralda molhada nas dobrinhas e algodão embebido em água e maisena.”
    • “Maior vilão de assadura é o calor, muito tempo no bebê-conforto.”
    • “Minha filha teve assadura pela primeira vez agora, aos seis meses. Isso deve ter ocorrido por conta da introdução da papinha, pois a higiene acontece como desde recém-nascida: água e algodão. Passei uma pomada específica e em dois dias estava bom.”
    • “Higienizo minha filha sempre com água e algodão. Lenço umedecido apenas quando não tem como usar a água e algodão, e mesmo assim, quando chego em casa, lavo-a. Com a introdução de frutas e agora papinha, ela faz cocô mais vezes, então começou a ficar vermelho de leve. Estou caprichando na pomoda antiassadura.”
    • “Meu bebê ficou esses dias com o bumbum vermelhinho, mas passei polvilho e foi ótimo, no dia seguinte ja estava bem clarinho.”
    • “Uma dica ótima que a pediatra me deu foi a seguinte: quando passar a pomada, seja qual for, aplicar bem pouquinha quantidade e espalhar bem, massageando, até a pele do bebê absorver tudo. Fazendo desta maneira, além de proteger a pele do bebê, trata também.Estou seguindo a dica e está dando certo. Além de tudo, ainda economizo uma fortuna em pomada!”
  • “Pego uma colher de óleo de cozinha e vou colocando maisena até virar uma pasta. Passo toda vez que troco a fralda.”

Como evitar assaduras

O Leo leve alguns episódios de assadura memoráveis. E para minha tristeza, está passando por outro desses. Como ele tem APLV , vira e mexe a gente introduz algum alimento que irrita o intestino mais sensível dele e aí a bagunça está feita. Ou então já teve o caso dele ter que consumir antibiótico por um período e também ficar com o intestino mais solto. Enfim, motivos diversos que levam a assaduras bem difícieis de tratar.

Desde sábado à tarde, o bichinho está fazendo muito coco e aí o bumbum, que por mais que a gente cuide não tem jeito, está super assado. É de dar dó ao limpar. De cortar o coração!

O que eu estou fazendo á tentar descobrir com o pediatra a causa da diarreia, para tratar, e cuidando da assadura para ver se ela melhora o quanto antes ou para, pelo menos, não piorar
Bom, mas nessas minha experiências de assaduras punk eu aprendi alguns macetezinhos que hoje trago aqui para vocês Não tem nenhum segredo de outro mundo, são todas coisas que são de conhecimento popular, mas á sempre bom a gente rever para o caso de uma emergência aparecer (o que não á nada raro em se tratando de assaduras)

Bom, vamos às coisas que ajudam no tratamento de assaduras:

Fugir dos lenços umedecidos, pois os produtos utilizados na sua composição podem piorar o machucado (detalhe á bom fugir dos lenços umedecidos em qualquer situação. Crianças com pele mais sensível podem ter assadura pelo uso contínuo do lenço. Ou seja, o lenço pode não só piorar como causar a assadura ou até uma alergia).

Dar prioridade para limpar o bumbum do bebé com água e sabão exclusivamenle (sabão para uso infantil e em muilo pouca quantidade), na banheira, chuveiro ou pia Apenas passando água e o sabão lem menos atrilo do que passando algodão com água e isso ajuda a amenizar a irrtação . Mas no caso desse lipo de limpeza não ser possível (você estando for de casa, por exemplo), utilize o algodãozmho com água sem peso na consciência, pois ele á muito melhor que os lenços umedecidos.
Seque bem a pele do bebé após a limpeza. Uma dica á secar com secador de cabelo, numa polência fraqumha e com o ar frio, para não machucar Se você limpar super bem o bumbum do pequeno, mas deixá-lo úmido, a assadura não melhora (e pode até piorar). Se o secador não for viável, vá encostando devagar uma fraldmha bem macia em cima, para absorver o excesso de umidade (á encostar, não esfregar, viu!)

Mantenha a área sempre seca e livre de coco Não tem jeito, quando há assadura, as trocas tem que ser mais frequentes, muito mais frequentes Coco deixado na área á um veneno para a assadura, tem que tirar no instante que o bebé fizer ou assim que você perceber O xixi também irrita, então o quanto mais você trocar a fralda, melhor Só que no ato da troca tem que tomar os cuidados acima, para não irritar em vez de ajudar.

Se possível, deixe seu filho sem fralda por um tempo Assim, a pele consegue “respirar” um pouco, não fica abafada e úmida, e o problema pode ser resolvido com mais rapidez.

Use produtos adequados para o tratamento de assaduras (que normalmente são feitos ã base de óxido de zinco, vitamas A e D, lanolina, caléndula e óleos) Há vários produtos no mercado que ajudam no tratamento de assaduras Eu testei alguns aqui em casa e vou deixar abaixo a minha opinião Não é uma verdade plena e absoluta, porque como já estou careca de dizer, cada bebé é um bebé, mas optei por compartilhar a minha experiência, daquilo que funcionou e não funcionou aqui, porque talvez possa ajudá-las.

Hipoglós testei a versão normal e não gostei muito Achei o cheiro forte e difícil de espalhar Como o Lao tem a pele super sensível, achei que ela não protegeu direito e acabou deixando ele ficar vermelhinho.

Bepantol comprei de tanto ouvir falar que ela á ótima. De cara, gostei da consistência, ela me deu a impressão de fixar bem e não era difícil de passar. Só que como testei quando o Lao estava bem assado, o resultado não foi legal. Não vi melhora nenhuma. Mas á o que eu digo aqui em casa não funciou, mas há uma legião de mães super fãs do produto. Eu prefiro não utilizar mais. Pontos negativos: ela á cara (a bisnaga com 30g sai em torno de 17 reais) e a embalagem não á prática (á daquelas tampinhas de tirar e por, e essa da Bepantol á mais chatinha de colocar de volta que as demais que testei).

Desitin Raptei Relif: essa pomada não vende no Brasil, mas eu trouxe lá de fora e á a pomada que eu sempre usei com o Lao no dia a dia. Eu sempre a achei excelente, porque ela ajuda mesmo a evitar assaduras, mas nos períodos de crise, quando o coco dele parece resíduo de uma usina nuclear, ela não foi muito boa, ou seja, não resolveu o problema.

Ainda, existe a versão de tratamento dela, que dizem ser excelente para esses casos, que á a Desitin Maximum Strengh (do pote roxo, a de uso diária á a do pote azul), mas essa nunca testei (como á uma das mais vendida nos EUA para os casos de tratamento de assadura, um dia ainda quero experimentá-la para tirar a prova). Pontos negativos: a versão de prevenção não funciona no tratamento de assaduras super fortes (as simplesmhas sim) e não vende no Brasil (mas comprando lá fora o prego á ótimo). As opções de embalagem também são ótimas: a pomada á super fácil de abrir e fechar (tampa não precisa ser retirada, á só abri-la puxando para cima) e tem também a versão potão, que dá para deixar na gaveta e pegar com facilidade quando precisa.

Creme para assaduras da Weleda: num dos momentos de desespero, de assaduras históricas, resolvi experimentar e gostei muito De todas as testadas, foi a que funcionou melhor. Hoje eu sempre tenho uma bisnagumha dela em casa e passo ã noite ou quando a assadura começa a aparecer (deixo a Desitin para prevenção, pois a Weleda á salgadinha e aí não tem bolso que aguente usar sempre). Pontos negativos: á cara (a bisnaga de 75ml gira em torno de 24 a 30 reais) e eu não acho a embalagem das melhores (tem tampa de rosquear, o que eu não gosto).

Dersani Baby á um óleo para assaduras : Como é óleo, eu não acho muito prático de usar no dia a dia (faz uma meleca danada), mas quando o Leo está assado, acho até mais fácil, pois aí não fricciona na hora de aplicar e ele não reclama tanto. Testei em um dos episódios de assadura forte e tive a impressão de que ajudou bastante. Pontos negativos: por ser óleo, não á pratica de aplicar no dia a dia, e também não á das opções mais baratas (a embalagem de 50mls fica em torno de 14 reais).

Outras dicas importantes para o tratamento de assaduras

Fale sempre com o seu pediatra:

Seu filho teve uma assadura daquelas feias, de assustar mesmo? Vale a pena ligar para o pediatra e ver o que ele indica fazer ou se vocês conseguem descobrir juntos a causa do problema. Muitas vezes, não adianta você tratar assadura se não agir sobre a causa dela, ou seja, aquilo que está causando a diarreia. Ainda, há casos em que a assadura evolui para problemmhas mais sérios, como uma candidíase ou uma infecção bacteriana (falo mais sobn isso abaixo), aí não tem muito como escapacar, você precisa falar com o pediatra.

Ainda, muitas mamães costumam utilizar pomadas a base de Nistatma e Oxido de Zinco, que funcionam super bem para assaduras Entretanto, como essa pomada é considerada um medicamento, eu optei por não inseri-la n lista de pomadas e cremes acima, mas aqui, junto com a indicação de que um pediatra deverá ser consultado antes do uso da mesma.

Evite a assadura:

Melhor do que tratar a assadura é evitá-la

Para isso, há algumas dicas básicas:

  •  Faça troca de fraldas constantes, não deixando o bebé com coco nunca e sujo de xixi pelo menor tempc possível (as fraldas absorvem o xixi, mas a área continua um pouco úmida)
  •  Evite oferecer para ele alimentos que você sabem que soltam demais o intestino dele ou que deixam o coco dele mais ácido

Por que é importante evitar/tratar a assadura?

Primeiramente porque ela á um incomodo super desagradável para o bebé, que o deixa irrilado e interfere até no sono e na alimentação E depois porque se a assadura não for tratada, ela pode virar um problema mais sério, como uma micose (ex candidíase) ou uma infeção bacteriana.

As micoses causadas pela cândida são mais comuns em bebés que estejam tomando antibióticos (o Léo teve isso), pois esses medicamentos atacam também as bactérias boas que evitam a proliferação de fungos. A micose causada pela cândida começam com pontinhos vermelhos e se proliferam até formar uma placa vermelha (aconteceu exatamente assim com o Léo e foi bem rápido).

Já as infecções causadas por bactérias provocam o surgimento de placas amarelas e espinhas de ponta amarela e podem causar febre.

Nesses dois casos específicos, assim que forem detectados os sintomas (pontinhos vermelhos e placas ou espinhas amarelas) o pediatra deve ser contatado imediatamente, pois os cremes e pomadas tradicionais para assadura não tratam o problema.

E, de qualquer forma, sempre que você estiver desconfortável com a assadura do seu bebé, contate o pediatra e veja o que ele indica fazer. Ele é SEMPRE a pessoa mais indicada para você recorrer quando sugir qualquer dúvida relativa a saúde do seu filhote.

fonte:http://www.macetesdemae.com/2013/06/como-tratar-assaduras-e-algumas-pomadas.html

http://brasil.babycenter.com/a25008281/17-dicas-de-leitoras-para-combater-assaduras-nos-beb%C3%AAs
http://brasil.babycenter.com/a1500184/assadura

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s