Os órfãos da impunidade


VEJA: Os órfãos da impunidade

A reportagem-bomba da revista Veja desta semana não poderia ser mais oportuna. Enfoca a dramática realidade dos “órfãos da impunidade”, ou seja órfãos de pais assassinados por menores de idade que na linguagem politicamente correta são denominados “adolescentes”. Quanto flagrados praticando o crime e detidos pela política, o jornalismo politicamente correto não fala em prisão, informando que tal delinquente foi “apreendido”.

A legislação que abençoa esses marmanjos que agem com requinte de crueldade jamais vista – mataram recentemente uma dentista incendiando-a viva! – também veda a publicação de fotos desses criminosos. Normalmente, depois de cumprir um período de recolhimento em uma dessas instituições destinadas a abrigar menores delinquentes que quando muito chega – se chegar – a dois ou três anos, e são liberados.

Anota, Veja, de forma absolutamente certa, que enquanto o governo e as ONGSs se ocupam em amparar assassinos de todas as idades, uma geração de vítimas invisíveis cresce sem pais e sem apoio.

A cada final de semana a revista Veja chega às bancas e cumpre duas missões: a primeira é apresentar reportagens exclusivas bem escritas e apuradas; a segunda, é mostrar que o jornalismo brasileiro chafurda no lodaçal da omissão deliberada já que todo ele está completamente sob controle de militantes da causa petista. Note-se que o “comunismo do século XXI” não atua mais em guerra de guerrilhas na Serra do Caparaó. Afinal, é um lugar inóspito se comparado às delícias que viver nos palácios de Brasília. Está é a questão central que precisa ser ententidada pela cidadania brasileira.

O “Comunismo do século XXI” atua principalmente no sentido de promover a corrosão de valores morais e éticos de forma que mais adiante um golpe institucional, como o recente projeto da denominada PEC bolivariana, que liquida o Supremo Tribunal Federal, se transforme em coisa de pouca monta ante à barbárie à qual o povo brasileiro vai sendo acostumado por meio de um lavagem cerebral sórdida.

A questão dos criminosos menores de idade abençoados por uma lei espúria coloca hoje os cidadãos à mercê desses bandidos mirins que passaram a ser usados pelos bandidos maiores. Como a lei é frouxa e cínica, esses menores funcionam como laranjas das quadrilhas.

Agora já há um projeto para diminuir a maioriade penal. No entanto essa providência completamente procedente vem sendo bombardeada pelo PT e seus sequazes e uma míriade de ONGs que funcionam como entidades difusoras do pensamento politicamente correto. Calcula-se que há no Brasil hoje mais de 300 mil ONGs às quais são repassados bilhões de reais todos os anos. São organizações ditas não-governamentais, mas que vivem às custas dos cofres públicos. E sabem o que essas organizações fazem com o dinheiro do contribuinte?, campanhas contra os cidadãos brasileiros, dentre elas as destinadas a amparar criminosos.

Mas esta edição de Veja vem recheada. Além da reportagem-bomba da impunidade de menores assassinos, a revista ainda revela que Rosemary Noronha, a namorada do Lula, que pintava e bordava valendo-se dessa situação à frente da representação do governo federal em São Paulo, estaria tentado sabotar a investigação. Sim, Rosemary vem sendo investigada desde que estourou o escândalo.

Outra reportagem especial de Veja enfoca a Venezuela, onde a repressão do governo de Nicolás Maduro, amigo da Dilma, do Lula e dos petistas em geral, contra a oposição chegou ao plenário da Assembléia Nacional, onde gorilas chavistas avançaram contra os parlamentres oposicionistas, conforme noticiei fartamente aqui no blog em posts mais abaixo.

Entretanto, em boa hora a Veja também trata como deve ser tratado esse episódio que envergonha a maioria do povo latino-americano e, particularmente o venezuelano, afrontados por uma penca de tiranetes corruptos e sanguinários que fazém tábula rasa até mesmo das Constituições que eles mesmo criaram, como é o caso da Venezuela.

Portanto, a edição de Veja deste final de semana é leitura obrigatória. O que a grande mídia em sua maioria escamoteia durante a semana, a Veja publica no final da semana. Por isso essa já consagrada publicação da grande Editora Abril, cumpre de forma impoluta a duas missões: informar os fatos e mostrar como os leitores dos jornalões e telespectadores das redes de televisão são brutalmente enganados pelos jornalistas bolivarianos a serviço do PT que infestam as redações dos veículos de comunicação.

Eles agora já estão também chegando os escritórios de representação das redes sociais, como o Google, Facebook, Twitter e correlados. Aproveito a oportunidade para daqui do blog sugerir à revista Veja uma reportagem sobre isso.

Como os leitores deste blog podem ter notado, não aparecem mais aqui no blog os anúncios Google Adsense, os quais foram retirados sob a alegação de que o blog feriu as regras da empresa, o que é uma deslavada mentira. Até porque este é um blog que defende a lei e a ordem.  No Facebook também sobram as reclamações de usuários que sofrem inaudita perseguição.

No mais, é isso aí. Não deixe de pegar a sua revista Veja na banca mais próxima porque esta publicação semanal não costuma boiar. Vende como pão quente, ainda mais quando traz três reportagens-bomba.

fonte:http://www.fmnativa.com.br/noticia.php?id=6838

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s