A Sombra da Maldade


A Sombra da Maldade

Cidade Negra

Eu sei
Que ela nunca mais apareceu
Na minha vida, minha mente, novamente

Eu sei
Que o que ficou não desapareceu
A minha vida muda sempre lentamente

E como a lua que dá voltas pelo céu
Que mexe tanto com o presente quanto o ausente

Eu sei, eu sei, eu sei
Eu sei, eu sei, eu sei
Não sou vidente mas sei o rumo do seu coração

Permita, que o amor
Invada sua casa, coração
Que o amor
Invada sua casa, coração
Que o amor
Invada sua casa

Saia, não vaia
Não caia na navalha
Que corta a tua carne e sangra todo
O que você precisa descobrir

Eu sei
Que ela nunca mais apareceu
Na minha vida, minha mente, novamente

Eu sei
Que o que ficou não desapareceu
A minha vida muda sempre lentamente

E como a lua que dá voltas pelo céu
Que mexe tanto com o presente quanto o ausente

Eu sei, eu sei, eu sei
Eu sei, eu sei, eu sei
Não sou vidente mas sei o rumo do seu coração

Permita, que o amor
Invada sua casa, coração
Que o amor
Invada sua casa, coração
Que o amor
Invada sua casa

Saia, não vaia
Não caia na navalha
Que corta a tua carne e sangra todo
O que você precisa descobrir

Permita, que o amor
Invada sua casa, coração
Que o amor
Invada sua casa, coração
Que o amor
Invada sua casa

Please, don’t stop it now

Homenagem pra Andresa…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s