Cegonhas


Este slideshow necessita de JavaScript.

As cegonhas (Ciconia spp.) são aves migrantes da família Ciconiidae. As cegonhas têm cerca de 1 metro de altura e 3 kg de peso. O seu habitat é variado e a alimentação inclui pequenos vertebrados. São animais migratórios e monogâmicos. As cegonhas não têmsiringe e por isso não emitem sons vocais, emitem sons batendo com os bicos, actividade a que se dá o nome de gloterar.

Habitat

As cegonhas vivem em locais como campos abertos, margens de lagos e lagoas, zonas pantanosas, prados húmidos, várzeas, cidades, pântanos, pastagens e falésias

Alimentação

Comem rãs, lagartos, cigarras, cobras, insectos, minhocas e peixes.

Reprodução

As crias saem da casca na Primavera e quando chove a cegonha abre as asas para protegê-los. Põem cerca de 3 a 5 ovos, a sua incubação é de 20 a 30 dias, as crias são indefesas e penugentas.

Espécies

Cegonha-de-abdim –Ciconia abdimii

 (Brasil) o mesmo que jaburu-moleque

O voo da cegonha

Simbolismo

Devido à procura de ambientes quentes, é recorrente avistar populações de cegonhas principalmente na região centro de Portugal, tornando-se assim uma ave bastante característica da paisagem portuguesa e considerada por muitos um símbolo regional. Existem várias reservas e planos ambientais para a conservação desta ave.

Apesar de em Levítico 11, 18-19, ela ser qualificada como “imunda” ou “impura”, a cegonha é considerada, na maioria das vezes, uma ave de bom augúrio.

É muito difundida a lenda segundo a qual ela traz os recém-nascidos. Isto está indubitavelmente ligado aos seus costumes de ave migradora, correspondendo seu retorno ao despertar da natureza na primavera.

Na Romênia, havia a crença de que uma criança concebida com amor era sempre trazida pela cegonha; viria a ser chamada de noite das cegonhas uma noite do começo de abril. É a ocasião do acasalamento das cegonhas, pois, embora sejam aves diurnas, elas se acasalam somente à noite e nessa noite de abril. Nesse dia, ao cair da noite, sozinhas ou aos pares, elas deixam seus ninhos e desaparecem no céu a escurecer. Durante essas noites, verificava-se uma tradição: as jovens das aldeias moldávias tinham total liberdade sexual, e as crianças nascidas nove meses depois eram “trazidas pelas cegonhas”. Essas crianças, filhas do amor, eram sempre bem acolhidas e não causavam transtorno para suas famílias (porém, geralmente, a jovem anunciava aos pais seu desejo de se casar com o pai da criança).

A cegonha também é símbolo da piedade familiar. Na Europa medieval, acreditava-se que a cegonha alimentava seus pais envelhecidos e que era muito dedicada a seus filhotes. No Extremo Oriente, tal qual o grou, ela é considerada um símbolo daimortalidade.

Contrariamente, também lhe eram atribuídos costumes bárbaros. Ao voltarem para a África, os adultos saudáveis e robustos de um bando se reuniam para matar os elementos que retardassem sua migração, assim como os jovens que não voassem bem. Essa matança, que deveria acontecer numa única noite, impressionou a imaginação popular. Conta-se que, em passado distante, nessa noite, o infanticídio era permitido. Se alguém matasse uma criança nessa noite por causa de alguma deformidade ou de alguma doença incurável, que lhe causasse muito sofrimento, o silêncio de todos acobertaria o crime. O cadáver era levado durante a mesma noite e posto na floresta dos massacres entre os restos das cegonhazinhas ensanguentadas.

Na Europa, dizia-se que as cegonhas puniam a fêmea infiel ao seu companheiro. Outro costume que persistiu até meados doséculo XVI, a opinião das cegonhas deveria ser levada em conta em caso de condenação à morte. Se uma delas viesse a pousar na borda da fonte perto da qual se tinha armado o cadafalso, ou se ela voasse incessantemente ao redor da árvore na qual se realizaria o enforcamento, o condenado seria agraciado, porque pensava-se que o julgamento teria algum defeito, denunciado pela cegonha, que, de certa forma, fazia-se de mensageira da vontade divina.

Descrição

As cegonhas são aves grandes, com longos pescoços, pernas e bicos. São aves pernaltas, o que significa que normalmente andam ou ficam paradas em águas rasas enquanto se alimentam. Existem dezessete espécies, ou tipos, de cegonhas. A mais famosa é a cegonha-branca. As cegonhas são parentes dasgarças, dos íbis, dos flamingos e dos abutresdo Novo Mundo; todos eles formam a família dos ciconídeos.

Onde vivem as cegonhas

A maioria das cegonhas vive em regiões quentes da África, da Ásia e da Europa. Elas também podem ser encontradas na América e naOceania. O jaburu (também chamado de tuiuiú), que é a ave símbolo do Pantanal Mato-Grossense, também faz parte da família dos ciconídeos.

As cegonhas costumam viver próximo à água, mas podem ser encontradas em solo firme. A cegonha-branca é conhecida por fazer o ninho nos telhados e nas chaminés das cidades. Por isso criou-se a história de que as cegonhas trazem os bebês pendurados no bico e os entregam nas casas pela chaminé.

Características físicas

Em pé, as cegonhas medem cerca de 1,5 metro de altura. Em geral, têm penas pretas e brancas. Algumas espécies não têm penas na cabeça e no pescoço; a pele é visível e tem cor vermelha, rosa ou negra. A maior ave da família das cegonhas é o marabu-africano.

A maioria das cegonhas come insetos, sapos, peixes e outros animais pequenos. Elas pegam sua comida nos campos ou em águas rasas. Os marabus se alimentam de carniça, ou animais mortos.

Em alguns países da Europa, diz-se que as cegonhas trazem boa sorte. Por causa dessa crença, muitas pessoas tratam essas aves com cuidados especiais. Em alguns lugares, contudo, as cegonhas são caçadas e mortas para servir de alimento ou para o uso de suas penas.

As cegonhas  são aves que têm hábitos migratórios; elas integram a família Ciconiidae e a Ordem dos Ciconiformes. Estes pássaros têm grande porte, o qual atinge uma escala que se situa entre 95 e 105 cm de extensão, 1 metro de altura e 3 kg de peso (peso de um cérebro). Tanto o gênero masculino quanto o feminino se distinguem pela presença de um pescoço comprido e de coloração branca, bico e patas avermelhados e asas negras.

Elas também são notadas pela graça de seu vôo e pelas sonoridades vocais com que se exprimem, as quais são inusitadas justamente porque este animal é desprovido de faringe. As cegonhas produzem sons originais ao dar pequenas pancadas com os bicos, ação que se denomina gloterar.

Esta ave acasala com um único parceiro, é fiel a ele. Sua refeição é estruturada à base de minúsculos vertebrados, como rãs, cobras, cigarras, insetos, minhocas, peixes e mamíferos  de pequena envergadura. Seu meio ambiente típico é bem diversificado, embora esteja semprelocalizado próximo a superfícies líquidas, pois a cegonha é um animal aquático.

Geralmente ela é encontrada em regiões vastas, à beira de lagos, lagoas, pântanos, planícies e outros espaços úmidos. Normalmente a ave permanece no continente africano durante o Inverno e migra para a Europa quando tem início a Primavera. Em países como Portugal, seus ninhos estão diminuindo, pois o casal de cegonhas tem se deparado com seu refúgio aniquilado quando retorna. Quando isso ocorre a tendência é o par não reproduzir neste momento e, muitas vezes, não regressar no próximo ano.

O período de acasalamento coincide com o da estação primaveril, entre o fim de março e o mês de maio, quando então a fêmea deposita de três a cinco ovos de cor branca, os quais são chocados ao longo de 30 dias, em um ninho de grande envergadura; ele pode, depois de alguns anos, pesar até 50 kg. A cegonha tem condições de viver até 33 anos em condições silvestres e 35 com sua liberdade privada.

A cegonha edificava seu refúgio no topo dos negrilhos ou ulmeiros, árvores típicas do continente europeu; com a destruição destes arbustos, as aves têm escolhido torres, como, por exemplo, velhas chaminés de fábricas, postes de fios telefônicos ou outras construções humanas, para a construção de seus ninhos.

As crias das cegonhas deixam a casca do ovo  durante a Primavera. Nos dias tempestuosos estas aves estendem as asas sobre seus filhotes para preservá-los do mau tempo, pois os pequenos, repletos de penugens, não sabem se defender.

Este animal está sempre buscando um habitat mais aquecido, por essa razão é comum vê-los em grandes grupos, pairando sobre regiões como Portugal, país do qual a cegonha já se tornou um símbolo, especialmente na área mais central. Nesta localidade há, portanto, muitos projetos voltados para a sua preservação.

O que a cegonha tem a ver com a chegada dos bebês?

É muito comum vermos em filmes, em peças de teatro, na literatura e principalmente nos desenhos animados que são as cegonhas que trazem os bebês recém-nascidos aos papais e às mamães. A imagem do grande e desengonçado pássaro segurando um pano no bico contendo um infante indefeso, que geralmente fica quietinho até que seja retirado da cobertura, sempre toca o coração das pessoas.

Mas o que essa ave tem a ver com a geração das crianças? Você alguma vez em sua vida já se questionou sobre a origem desse mito ou mesmo quem acreditou pela primeira vez que uma cegonha seria a responsável pelo preenchimento dos lares? Será que a ciência consegue explicar essa relação?

Notável coincidência

Acontece que o folclore de algumas culturas acredita que a movimentação das cegonhas pode estar associada a eventos que acontecerão no futuro. Assim, os diferentes tipos de movimentos que são realizados por elas certamente indicam que uma determinada coisa está para acontecer.

Principalmente em países ocidentais, acreditava-se que, se alguém visse uma cegonha no telhado de uma casa, aquele lar certamente estaria prestes a receber a chegada de uma nova vida. Por essa razão, a imagem específica dessas aves foi associada ao nascimento dos bebês — ou que os recém-nascidos seriam trazidos pelas cegonhas.

Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock

Ao que parece, essa crença surgiu em alguns pequenos vilarejos na Holanda. Como a população do local foi aumentando, a quantidade de casas que foram construídos no entorno da vila também seguiu a mesma crescente. Com isso, existiam mais telhados para que as cegonhas — aves comuns na região — fixassem pouso durante seus passeios diários.

Se o número de habitantes de um local aumenta, podemos presumir que os nascimentos também são mais comuns, ou seja, existem mais bebês. E assim a conclusão que o povo daquela pequena vila chegou foi que as cegonhas pareciam estar trazendo as crianças aos casais.

Claro que há outras teorias para essa origem, como uma que atribui o fato ao interior da Alemanha, afirmando que a relação é proveniente de uma denominação de duplo sentido que a cegonha recebeu devido a uma semelhança nominal com uma “gíria” da época para o apêndice masculino.

Agora você já pode explicar para as crianças a origem dessa relação quando elas virem o enorme pássaro branco em algum desenho.

ORIGEM DA LENDA DA CEGONHA

A lenda da cegonha surgiu na Escandinávia. Conta-se que, na época em que os bebês costumavam nascer em casa, às mães diziam aos filhos que os bebês haviam sido trazidos pela cegonha justificando o aparecimento repentino de um novo membro na família. Para explicar o descanso da mãe depois do parto, dizia-se que, antes de partir, a cegonha havia bicado sua perna.

A escolha da cegonha como símbolo foi devido a sua característica dócil e protetora, que dedica atenção especial e carinho às aves doentes ou mais velhas. Os antigos romanos criaram uma lei incentivando as crianças a cuidarem dos idosos, denominada Lex Ciconaria (Lei da Cegonha).

Além desse motivo, há o do fato das cegonhas costumarem fazer seu ninho ao lado da chaminé das casas e voltarem sempre para o mesmo lugar, para pôr ovos e cuidar dos filhotes. A mistura de generosidade e fidelidade ao ninho criou um símbolo perfeito. A lenda se espalhou pelo mundo no século XIX, através dos contos do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen.


Um dia a raposa convidou a cegonha para jantar. Querendo pregar uma peça na outra, serviu sopa num prato raso. Claro que a raposa tomou toda a sua sopa sem o menor problema, mas a pobre da cegonha com seu bico comprido mas pode tomar uma gota. O resultado foi que a cegonha voltou para casa morrendo de fome. A raposa fingiu que estava preocupada, perguntou se a sopa não estava do gosto da cegonha, mas a cegonha não disse nada. Quando foi embora, agradeceu muito a gentileza da raposa e disse que fazia questão de retribuir o jantar no dia seguinte.

Assim que chegou, a raposa se sentou lambendo os beiços de fome, curiosa para ver as delícias que a outra ia servir. O jantar veio para a mesa numa jarra alta, de gargalo estreito, onde a cegonha podia beber sem o menor problema. A raposa, amoladíssima, só teve uma saída: lamber as gotinhas de sopa que escorriam pelo lado de fora da jarra. Ela aprendeu muito bem a lição. Enquanto ia andando para casa, faminta, pensava: “Não posso reclamar da cegonha. Ela me tratou mal, mas fui grosseira com ela primeiro”.

Moral: Trate os outros tal como deseja ser tratado.

FONTE(S)

http://escola.britannica.com.br/article/482588/cegonha

http://www.megacurioso.com.br/lendas-urbanas/36606-mas-o-que-a-cegonha-tem-a-ver-com-a-chegada-dos-bebes-.htm

http://www.brasilescola.com/curiosidades/origem-da-lenda-da-cegonha.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cegonha

http://metaforas.com.br/a-raposa-e-a-cegonha
http://www.visit-western-spain.com/cubic/ap/cubic.php/doc/Los-Barruecos-124.htm
http://www.cepolina.com/photos.asp?V=bird_stork_nest&S=stork&A=


 Algumas mães acham que pais são como segonhas, que só servem para deixar os filhos para as mães cuidarem. 

Acham que filhos são como pássaros que quando começam a voar são abandonas ao mundo para viverem suas próprias vidas.

Acham que pessoas são como aves que podem migrar para o sul no inverno e depois voltar para o mesmo local antes da migração (e reencontrar parentes).

Alguma pessoas talvez tenham sido feitas para voar. Para ver tudo do alto e passar por cima de todos os obstáculos. Talvez eu seja desse tipo que quer voar pelo mundo inteiro em busca de um filho perdido.

No meu caso eu comecei a ver meu filho andar e falar os primeiros sons e quando estava aprendendo a correr e falar palávras tiraram ele de mim. 

7766912870_5d8e5cddee_m

andre

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s