CNJ - Alienação Parental

Conselho Nacional de Justiça – Alienação Parental

A alienação parental se caracteriza quando a mãe ou o pai estimula uma criança a romper os laços afetivos com o outro genitor, criando fortes sentimentos de ansiedade e temor. A lei prevê medidas que vão desde o acompanhamento psicológico até a aplicação de multa, ou mesmo a perda da guarda da criança a pais que estiverem alienando os filhos.

Alienação Parental

ALIENAÇÃO PARENTAL

A alienação parental se caracteriza quando a mãe ou o pai estimula uma criança a romper os laços afetivos com o outro cônjuge, criando fortes sentimentos de ansiedade e temor em relação ao outro genitor. A lei prevê medidas que vão desde o acompanhamento psicológico até a aplicação de multa, ou mesmo a perda da guarda da criança a pais que estiverem alienando os filhos. Confira detalhes na Lei n. 12.318/2010: http://bit.ly/1bMkN3d.

ISTOÉ – Justiça em nome dos filhos

“Justiça em nome dos filhos” por Antonio Carlos Prado e Elaine Ortiz Na quarta-feira, 26, o Senado aprovou a lei que torna obrigatória e imediata a adoção da guarda compartilhada. A decisão deverá ser sancionada pela presidente Dilma Rousseff nos próximos dias e, assim, segundo especialistas e educadores, o Brasil conquista um mecanismo jurídico que…

Pela guarda compartilhada!

Pela guarda compartilhada! Por Patrícia Maldonado | Mãe de Salto Alto – qui, 27 de nov de 2014 11:26 BRST Guarda dividida entre pais deverá ser regra na falta de acordo (Foto: Getty Images) Falta sanção da presidente Dilma Roussef, mas ontem o Plenário do Senado aprovou um projeto importantíssimo que regulamenta a Guarda Compartilhada. Ou seja,…

Os órfãos da impunidade

VEJA: Os órfãos da impunidade A reportagem-bomba da revista Veja desta semana não poderia ser mais oportuna. Enfoca a dramática realidade dos “órfãos da impunidade”, ou seja órfãos de pais assassinados por menores de idade que na linguagem politicamente correta são denominados “adolescentes”. Quanto flagrados praticando o crime e detidos pela política, o jornalismo politicamente…

Cade meus 200 metros de direito?

Andresa… depois de ver muita televisão e depois da briga que tive com o seu irmão, entrou na justiça para que eu ficasse 100 metros longe do seu filho e meu também por DNA não comprovado, faltou em todos os exames de DNA e a justiça trancou o caso por tempo indeterminado pra variar. Depois…

Sapo n´agua

Qual é a sua relação diante de uma injustiça? Cruzar os braços? Ficar sentado enquanto ve a coisa desabar? Não tomar nenhuma atitude? Com certeza não é a melhor atitude a se tomar. Agora imaginem a minha reação, quando sofrende de Alienação Parental (SAP) fui condenado no tribunal a não poder ver meu filho? Claro…