Poema da paroxítona do DO-RE-MI


Português é como dizem uma língua meio “burra”.

Por exemplo a língua português tem como padrão usar as palavras paroxítonas, diferente do inglês…
Mas muitas palavras que parecem ser paroxítonas, na verdade não tem acentos tônicos ou graves, na verdade nem tem acentos, mas o português burro ainda teima em dizer que são paroxítonas.
Por exemplo comida. Comida não é paroxítona, não tem entonação nenhuma, todos os fonemas tem o mesmo nível de entonação. A palavra é pronunciada da mesma forma que se pronuncia DO-RÉ-MI, que nesse caso se fosse junto seria paroxítona pois tem acento no RÉ. Veja também que nesse caso o DÓ não tem acento, sendo simplesmente DO. Se tivesse tempo as notas, o DO teria 2 tempos, o RÉ 1 tempo e o MI (sem acento) mais 1 tempo. No caso da palavra CO-MI-DA os fonemas tem todos os mesmos tempos: CO (1 tempo), MI (1 tempo) DA (1 tempo) sem entonação diferenciada.
Outra palavras como Lápis, lamentável, saúde, tem entonações, mas comida, menino não tem entonações, camelo é paroxítona, pois se não fosse confundiria com camelô. cachorro também, pois seria confundido com cachorrô, mas menino pode muito bem ser confundido com meninô que não perderia muita entonação ou significado. Tomada e comida, poderiam ter acentos e ficariam até mais bonitos. Mas falando em minino nesse caso, eu perdi completamente a entonação do NÍ . Menino deixou de ser uma palavra paroxítona pra mim, virou completamente sem entonação, por causa da depressão. Depressão causada por minha ex-mulher que me proíbe de ver o filho à anos. Perdi toda a entonação dessa palavra. A palavra virou como um tique-taque de relógio, fonemas de mesmo tempo, me-ni-no. Sem entonação, sem prazer nenhum, sem felicidade nenhuma. Tudo por causa da Di-tonga da minha ex-mulher. Mesmo assim enquanto o tique-taque do relógio bate, igual meu coração, eu fico me lembrando no meu inconsciente, me-ni-no-me-ni-no… que eu não vejo próximo, mas ele sempre está presente na batida do meu coração. E ela teima em dizer meníno como se tivesse acento, como se ele fosse dela e apenas dela, egocêntrica, como se o menino fosse apenas uma ex-tensão do seu umbigo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s